terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Video Sarau Literário 2011

Vídeo preparado especialmente para homenagear a idealizadora do projeto, Professora Maria Luzia Andreata Amorim.

video

Conselho de Escola Dr. Jones dos Santos Neves

Diretoria

Presidente: Márcia Helena Lempke Rodrigues
Vice-Presidente: Carlos Fernando Wagner
Secretário (a): Juscimara Gomes da Silva
Tesoureiro (a): Marilza de Lourdes Thomazini Stinguel

EVENTOS

Formatura do Ensino Médio regular e Eja da EEEFM Dr. Jones dos Santos Neves. Dia 17 de Dezembro  de 2011. Acontecerá às 19hs no pátio interno da escola.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Projetos especiais

Projeto Vem Dançar
Dialogando com o corpo, a Arte e a Educação

Professora responsável: Míria Souza Cruz
  

"Quanto mais me capacito
como profissional,
quanto mais sistematizo
minhas experiências,
quanto mais me utilizo do
patrimônio cultural,
que é patrimônio de todos e
ao qual todos devem servir,
mais aumenta minha
responsabilidade com os homens"

"A cultura consiste em criar
e não em repetir"

'Existir humanamente é pronunciar o mundo, é modificá-lo."

Paulo Freire


INTRODUÇÃO
 Nós, seres humanos, possuímos um jeito único de manifestar aquilo que somos, pois temos a capacidade de expressar nossos pensamentos e emoções de muitas maneiras diferentes, de uma forma que nenhum outro ser vivo é capaz de fazer.
Assim, desde os primórdios da humanidade somos diferentes, entre outras coisas, pela capacidade de produzir arte, como a música, a dança, a escultura, a pintura etc.
Dentre as diversas formas de arte, a dança é considerada a mais antiga de todas e também a única que dispensa a utilização de materiais e ferramentas. Para expressar a arte da dança o ser humano precisa basicamente do corpo e da sua vitalidade própria. Desde a mais tenra idade, com o simples mover do corpo, seguindo uma coreografia em sintonia com um certo ritmo musical, qualquer criança pode expressar a arte da dança. Dessa forma, aprendemos desde cedo que a dança é uma maneira extraordinária de expressarmos nossos sentimentos e experiências mais subjetivas.
Desde o início da civilização humana até os dias de hoje a arte da dança evoluiu enormemente.  Modalidades antigas de dança sofreram influências variadas à medida que suas práticas se disseminavam pelo mundo. Com o passar dos séculos muitas modalidades de danças foram extintas, enquanto que tantas outras foram surgindo, se aperfeiçoando e se tornando bastante populares.
Especialmente nos últimos séculos, com o desenvolvimento da sensibilidade artística a dança se firmou como uma das maiores manifestações estética, cultural, de lazer e de importância pedagógica por todo o mundo.

  
JUSTIFICATIVA
 O homem já produziu no decorrer de sua história inúmeras formas de se expressar através da música e conseqüentemente através de movimentos que visam seguir essas músicas.
A dança foi uma das primeiras formas de expressão artística e pessoal. Os movimentos expressivos do corpo identificam a necessidade natural que o ser humano tem de expor seus sentimentos e pensamentos de forma sistematizada ou não, evidenciando o espírito artístico ou simplesmente como forma de lazer.
Quando dançamos sozinhos, podemos fazer qualquer movimento sem muitas preocupações, porém se dançamos colados com alguém, o movimento que fazemos interfere diretamente com o movimento da outra pessoa, por isso o movimento dessa pessoa deverá ser espelhado ao meu evitando assim o choque de movimentos.
Acreditamos que um evento como esse de suma importância servirá como um momento de entretenimento familiar e de promoção cultural, onde comunidade local e  escolar poderão estar presentes para se divertirem de forma  cultural e saudável.
Além disso, a participação de estudantes em um evento artístico-musical assim pode servir como meio de aprendizagem prazerosa e para o desenvolvimento da consciência do movimento e da arte da dança.
É sabido que a prática da dança é importante para o desenvolvimento do educando , pois ela estabelece limites usando os movimentos. Isso viabiliza a possibilidade de estruturação da personalidade e da socialização, por que permite que o indivíduo se conheça melhor.
A dança serve como um relevante estímulo à criatividade, além de despertar no educando  a valorização e respeito às diferenças individuais, construindo, com isso, a harmonia, a disciplina e a concentração em âmbito da Unidade Escolar, da família e da comunidade de modo geral.


OBJETIVOS:
OBJETIVO GERAL
- Promover um evento democrático de ampla participação popular  dos alunos que incentive a prática da dança como expressão artística e contribuindo para a difusão cultural.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Possibilitar a apresentação dos trabalhos de dança produzidos por  alunos,  familiares dos mesmos , fomentando o surgimento de novas produções artísticas, bem como, incentivar o aparecimento de novos talentos.
- Promover o intercâmbio entre os alunos , artistas locais e a retomada de vida dos movimentos culturais de nosso município.
- Resgatar, através da dança, os talentos e o bom gosto pelos eventos que venham enriquecer a cultura local.
- Proporcionar aos artistas a oportunidade de serem vistos e reconhecidos em seus talentos.
- Tornar tradicional a execução deste Projeto ‘’Vem Dançar’’  na escola ocasionando a Semana Cultural.

METODOLOGIA
·         Vivencias artísticas, exercícios de danças: Consciência corporal, células coreografadas ao som da musica ‘’Alua’’;  Confecção de Auto retrato ao som da musica ‘’A dança dos meninos’’.
·         Apreciação de danças folclóricas ao vivo e em vídeo;
·         Discussões e problematização sobre o vivido e o apreciado;
·         Leituras e discussões de textos sobre a Historia da Dança;
·         Apresentação de Slides e vídeos referentes a vários tipos de dança: Bale, Maracatu, Dança Contemporânea, Dança de Salão e etc.
·         Exibição de filmes referente ao tema Dança.

CRONOGRAMA

Área: Linguagens e Códigos
Disciplina: Arte/ Artes
Serie: 1º, 2º Ano - Ensino Médio
Competência:
  • Compreender as diversas manifestações da dança, e suas múltiplas linguagens em diferentes grupos.
  • Eixos:
  • Linguagens artísticas e seus diálogos.
Conteúdos:
  • Apresentação de Slides com o tema: A Dança na pré-história, Dança no Hebraica, Dança na Grecia,  O Império Romano e a Dança, Repressão na Idade Media, a Dança no cinema.
  • Manifestações Culturais do Espírito Santo e Danças Populares – Folclóricas,
  • Apresentação de vídeos com danças folclóricas,
  • Consciência corporal,
  • Auto retrato;
  • Improvisação,
  • O Balé - Apresentação do vídeo – Balé Clássico  Gizelle,
  • Exibição do filme ‘’ Vem Dançar Comigo’’. 
  • Conhecendo os ‘’Elementos Cênicos’’,
  • Ensaios coreografados.
Tempo de duração: 12 aulas
      
1ª Aula
  • Apresentação dos Slides referente a Historia da Dança.
  • Discussão e debates sobre os slides.
2ª Aula
·         Danças Populares e Manifestações culturais do Espírito Santo.
·         Conhecendo as danças populares;
·         Apresentação de musicas ‘’Canções Capixabas’’, vídeos com as manifestações culturais do Espírito Santo,
·         Vídeos com danças populares- folclóricas.
·         Apresentação do vídeo ‘’Dança das Peneiras’’.

O Brasil sem dúvidas é um país de muitas raças, etnias a cultura como um todo é muito variada, o país também é muito conhecido pelo clima tropical que nada melhor para um lugar onde vive dezenas de culturas influenciando a formação para a própria do país. Um dos pontos fortes do Brasil são as danças típicas, assim como todos os países tem sua cultura local que envolve danças, comidas, hábitos, acessórios e roupas, mas com certeza as danças e tudo o que vem do Brasil é sinônimo de alegria, agito e muita animação. O que faz muito sucesso internacional é Carnaval no país, evento que atrai pessoas do mundo inteiro, em outros países também é comemorado, mas não igual ao de Salvador, Rio de Janeiro ou São Paulo enfim o Carnaval é comemorado com muita festa e alegria nos quatro cantos do país. Podemos citar várias danças típicas de regiões do país são muitas influências não só na dança, mas na cultura brasileira essa mistura de tudo um pouco que faz o Brasil ser único e privilegiado. Uma das danças muito conhecidas é de Festa Junina realizada de fato no mês de junho, no mês são celebrados os santos Antonio, João e Pedro a dança chamada de Quadrilha é realizada em todo país nas festas espalhadas pelos estados. Outra dança que podemos dizer que todo brasileiro tem no pé é o samba, no exterior são conhecidos pela arte de “sambar” e aqui também tem o samba de roda que é envolvido por alguns instrumentos improvisados e belas mulheres dançando. Existem também as danças gaúchas que são muito animadas e lindas, a dança é característica da região Sul e mantém o figurino tradicional, do Sul ao nordeste temos o Frevo de Olinda que exige muita disposição e preparo físico por ser uma dança muito agitada e requer muita força nas pernas, também temos a Ciranda, Fandango, Catira, Pau de Fitas entre muitas outras.
As mais atuais danças vêm acompanhadas dos ritmos das músicas como o Axé, Funk e o Forró a dança para estas músicas são imitadas em diversos países como o polêmico Funk que junto com os cantores vem às dançarinas e como pede em algumas músicas elas “rebolam até o chão”, o Axé geralmente apresenta coreografias fáceis e que o público nunca esquece como “a dança da mãozinha que no final vai dar uma rodadinha” ou “pirou minha cabeça e o coração, feito bola de sabão, me desmancho por você!” e o Forró que com suas músicas envolventes e dançantes e mantém seu estilo de dança.

Manifestação Cultural do Espírito Santo
A mais importante manifestação da cultura popular tradicional do Espírito Santo, as Bandas de Congo, hoje com um número expressivo de 65 bandas, tem origem indígena, porém, a partir do século XIX foi registrada a participação dos negros nas "bandas de índios" ocorrendo, assim, a apropriação por empréstimo entre o escravo africano e os índios nativos e com esse sincretismo passou a ter São Benedito como santo de devoção. São consideradas uma manifestação folclórica, por ser um grupo musical de estrutura simplificada, com dançadores e um dirigente (mestre), possui coreografia própria, sem texto dramático, e outras pessoas podem ser incluídas, isto quer dizer: podem participar desta manifestação própria dos capixabas.
As Bandas de Congo têm seu ritmo marcado por tambores e a casaca. A casaca é o instrumento típico das Bandas de Congo do Espírito Santo. É um reco-reco de cabeça esculpida, instrumento musical provavelmente de origem indígena, formado geralmente de um cilindro de madeira, numa das extremidades se esculpe uma cabeça. Os tambores marcam o ritmo forte, e eram, inicialmente de madeira oca, e hoje, são, geralmente de barris. Quando parados, os congueiros se sentam nos tambores e formam um círculo; quando em movimento, os tambores são dependurados por alças apoiados nos ombros.

3ª Aula
  Continuação das apresentações dos vídeos e debates com os alunos.

Danças Populares e Manifestações culturais do Espírito Santo.
·   Conhecendo as danças populares;
·   Apresentação de musicas ‘’Canções Capixabas’’, vídeos com as manifestações culturais do Espírito Santo,
·   Vídeos com danças populares- folclóricas.
·   Apresentação do vídeo ‘’Dança das Peneiras’’.
·   Imagem de uma manifestação cultural ‘’ Alardo’’.

4ª Aula
·         Trabalhando a Consciência Corporal – Conhecendo seu corpo.

Atividade Pratica: Preparando o nosso corpo - musica para fazer essa atividade ‘’Trilobita’’.

5ª Aula
·         Auto retrato,
·         Auto - Imagem

AUTO-IMAGEM
Nossa auto-imagem consiste em quatro componentes que estão envolvidos em toda a ação: movimento, sensação, sentimento e pensamento.
Para pensar, por exemplo, uma pessoa deve perceber que está acordada e saber que estar acordada isto é, deve sentir e perceber sua posição física. Desta forma conclui-se que movimento, sensação e sentimento estão envolvidos também no pensamento.
Uma auto-imagem completa envolveria plena consciência de todas as articulações da estrutura do esqueleto, bem como da superfície inteira do corpo – costas, lados, pernas e assim por diante. Esta é uma condição ideal e conseqüentemente rara.
É importante entender que se o homem deseja melhorar sua auto-imagem, ele deve primeiro valorizar-se como indivíduo, mesmo se seus defeitos excedam suas qualidades. Consistindo num processo lento e gradual, que começa a partir do nascimento, podendo ser possivelmente aperfeiçoado.

Atividade Pratica: Confeccionar um auto-retrato ao som da Musica     ‘’ Lenda’’.

6ª Aula

  • Improvisação - O produto da arte, que é criado durante o processo de execução. Improvisações muitos tipos de artes: em poesia, musicais, dança, teatro, etc.
Atividade Pratica: Contatos de  Improvisação
7ª Aula
  • O Balé - Apresentação do vídeo – Balé Clássico ‘’ Gizelle’’;
  • Apresentação do Grupo de Bale do Município de Baixo Guandu na escola. Grupo composto por 15 alunas.
Curiosidade:
 O período Romântico do Ballet foi inaugurado pelo uso das sapatilhas de ponta e a predominância de roupas brancas, na peça “La Sylphide”, porém, a obra mais famosa deste período foi “Giselle”. Nessa época quatro bailarinas tornaram-se imortais por dançarem o “Pas de Quatre”, no dia 12 de Julho de 1845, em Londres. São elas: Marie Taglione, Carlota Grisi, Fanny Cerrito e Lucile Granh.
O ballet além de incentivar a postura, a elegância, também corrige desvios posturais,como lordose, cifose, além de problemas nos joelhos e pés.


8ª Aula
Sessão de Cinema: Exibição do Filme “Vem Dançar”.

9ª Aula
·         Conhecendo os Elementos Cênicos.
·         Cenário
·         Figurino
·         Adereços e objetos de cena
·         Sonoplasti
·         Iluminação
Atividade Pratica: Células Coreografadas

10ª Aula
·         Ensaios Coreografados – laboratório de dança
Após todo esse estudo feito com os alunos eles irão compor seus próprios movimentos para serem apresentados na culminância do projeto.
Atividade Pratica: Explicar os alunos passo a passo tudo que será realizado nas aulas ate chegar o dia da Apresentação.
1º Passo: Os alunos irão formar grupos de no mínimo 05 alunos e no Maximo 10 alunos para estar compondo seus próprios movimentos.
2º Passo: Grupos formados. Com todo a Historia da Dança que os mesmo conheceram cada grupo escolhera o seu tipo de Dança que ira apresentar com suas respectivas musica.
Para apresentação danças: Folclóricas, Danças de Rua- Street Dance, Bale, Expressão corporal, etc.
3º Passo: Começa os ensaios coreografados com movimentos criados pelos próprios alunos com orientação do professor.
4º Passo: Apresentação da coreografia na Culminância do Projeto ‘’Vem Dançar’’.
Observação: as apresentações serão na escola, com a participação da família dos alunos e demais professores, pedagogos e Diretora.

11ª Aula
Continuação da Aula anterior.
·         Ensaios Coreografados – laboratório de dança.
 Após todo esse estudo feito com os alunos eles irão compor seus próprios movimentos para serem apresentados na culminância do projeto.
3º Passo: Começa os ensaios coreografados com movimentos criados pelos próprios alunos com orientação do professor.

12ª Aula
·         Ensaios Coreografados -
 Após todo esse estudo feito com os alunos eles irão compor seus próprios movimentos para serem apresentados na culminância do projeto.
4º Passo: Apresentação da coreografia na Culminância do Projeto ‘’Vem Dançar’’.
Observação: as apresentações serão na escola, com a participação da família dos alunos e demais professores, pedagogos e Diretora.

PPP


E.E.E.F.M. “DR. JONES DOS SANTOS NEVES”

PROPOSTA PEDAGÓGICA

Baixo Guandu-ES, 2011.



APRESENTAÇÃO
A Proposta Pedagógica da E.E.E.F.M. “Dr. Jones dos Santos Neves” nasceu da necessidade de reestruturar coletivamente o conjunto orientador de princípios e normas que iluminam a ação pedagógica cotidiana para que todos os profissionais da escola se sintam responsáveis pela sua elaboração e execução,com a finalidade de reajustá-la à Resolução CEE nº 1.286/2006, com vistas a oferecer um  atendimento de qualidade à nossa clientela.Cientes de que a nossa Proposta Pedagógica deverá ser trabalhada de forma compartilhada, visamos organizar e integrar as atividades, dando significado as nossas ações. Para desenvolver significativamente o que propomos, buscamos explicitar claramente nossos objetivos, bem como os instrumentos apropriados para transformá-los em realidade.
Esta Proposta visa pensar o futuro, aproximar o desejo da realidade e permitir que vontades se concretizem.
Sabedores de que a escola precisa ser norteada por um Projeto Político Pedagógico, é preciso planejar e projetar ações educativas que expressem o aluno que queremos formar, os valores que queremos priorizar, os recursos que possuímos e o papel de cada um nessa missão, fazendo com que as mudanças aconteçam e não permaneçam apenas como utopia.
Reforçamos que a Proposta Pedagógica faz-se essencial, uma vez que provoca o envolvimento de todo corpo docente e administrativo da escola, direcionando para alcance de metas comuns.A E.E.E.F.M. “Dr. Jones dos Santos Neves”, elaborou este trabalho entendendo que não basta apenas transmitir conhecimentos, mas sim formar cidadãos capazes de atuar criativamente e criticamente no meio em que vive.
Diante do exposto, priorizamos metodologias que possam aperfeiçoar o perfil do aluno, visando à aquisição de valores e hábitos que contribuem para a verdadeira vida cidadã.

I - IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO ESCOLAR
a) Nome da escola: E.E.E.F.M. “Dr. Jones dos Santos Neves”
                              b) Mantenedor: Governo do Estado do Espírito Santo.
                              c) Localização: Rua: Antônio Sampaio - nº 1.423 
                                                         Bairro Sapucaia - Baixo Guandu – ES.                                                                           
                            d) Telefone/Fax: (27) 3732-1529
                  e) Atos autorizativos: Criada em 09/04/1976, Portaria 738-E (PADE nº 91/76), Aprovação Res. nº 27/86 de 09/05/86. Criação Ensino Médio Port. 220-R de 27/10/2006.

f) Histórico da Instituição: A Escola entrou em funcionamento interno em agosto de 1975. Sendo inaugurada em 10/04/1976 às 11 horas pelo Governador Élcio Álvares. O nome da escola foi dado em homenagem ao Ex-Governador Dr. Jones dos Santos Neves. Em 1978 é implantado o Curso de Suplência Fase II; em 1998 é implantado o Curso de Suplência Fase III - Ensino Médio Noturno.
Segundo depoimento de ex-alunos, a escola construída em estilo europeu foi um marco na sociedade guanduense pela qualidade do ensino que era baseado em aulas práticas como: técnicas agrícolas, economia doméstica, técnicas comerciais e outras.
A escola era equipada com tipografia, máquinas de costura, etc. As salas-ambiente  possuíam modernos equipamentos e tecnologias avançadas para a época.
O laboratório de ciências era cobiçado e visitado por contar até mesmo com um  feto humano que despertava curiosidades.
Os diretores foram: Neuza Maria Pôncio S. Iglesias, Maria Rita Andreatta Quemelli, Kátia Regina Milagres de Assis, Cely Dutra Eller, Alda Maria Amorim de Assis, Adair Mello de Arruda, Palmira Geralda Costa, Jocelí Pinheiro Mattedi, Maria de Lourdes Martins Merlo, Maria da Glória Loss Franzini Simão, Arlene da Penha Rossi, José Evaristo Netto, Márcia Helena Rabbi Oliveira e atualmente Márcia Helena Lempke Rodrigues.
Um fato marcante foi a criação do Ensino Médio pela Portaria 220-R de 27/10/2006 por intensa reivindicação da comunidade local e sua aprovação pelo Conselho Estadual de Educação- Resolução CEE nº 2.193/2010 publicado no  D.O de  12 de maio de 2010. Hoje, a escola atende aproximadamente 630 alunos.
O Conselho de Escola desta Unidade Escolar está assim representado:        Presidente: Diretora- Márcia Helena Lempke Rodrigues
                   Vice-Presidente: Carlos Fernando Wagner
                   Secretária: Juscimara Gomes da Silva
                    Tesoureira: Marilza Tomazine Stinguel Andreatta
A escola funciona nos turnos: Matutino atendendo as turmas do Ensino Fundamental e Médio, no turno Vespertino com Ensino Fundamental (5ª a 8ª) e no turno Noturno antendendo a EJA - Educação de Jovens e Adultos (1ª e 2ª Segmento e Ensino Médio).
II- CARACTERIZAÇÃO DA INSTITUIÇÃO
a)  Objetivos da Escola:
a.1- Gerais:
- Basear todas as ações nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana;
 - Visar o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho;
- Desenvolver um ensino de qualidade, garantindo igualdade de condições para o acesso e permanência dos alunos, formando cidadãos críticos e participativos, capazes de agir em prol da transformação social;
- Valorizar a experiência extra-escolar vinculando a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
a.2- Específicos:
- Intensificar o relacionamento entre escola x alunos x pais x comunidad
- Elevar o índice de aprovação dos alunos;
- Garantir o padrão de qualidade do processo educacional;
- Valorizar os profissionais da escola;
- Adotar estratégias de ensino diversificadas, inovadoras e criativas;
- Promover o trabalho em equipe
- Trabalhar visando a redução da evasão escolar.

b) Objetivos da oferta escolar:
b.1- Ensino Fundamental:
O ensino fundamental terá por objetivo a formação básica do cidadão, mediante:
- O desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo;
- A compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade;
- O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores;
- O fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social;
        
b.2- Ensino Médio:
  O Ensino Médio, etapa final da educação básica, com duração mínima de três anos, terá como finalidades:
- A consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;
- A preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;
- O aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;
- A compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.
O currículo de ensino médio observará as seguintes diretrizes:
- Destacará a educação tecnológica básica, a compreensão do significado da ciência, das letras e das artes; o processo histórico de transformação da sociedade e da cultura; a língua portuguesa como instrumento de comunicação, acesso ao conhecimento e exercício da cidadania.
- Adotará metodologias de ensino e de avaliação que estimulem a iniciativa dos estudantes.
- Será incluída uma língua estrangeira moderna, como disciplina obrigatória, escolhida pela comunidade escolar, e uma segunda, em caráter optativo, dentro das disponibilidades da instituição.
Os conteúdos, as metodologias e as formas de avaliação serão organizados de tal forma que ao final do ensino médio o educando demonstre:
- Domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna;
- Conhecimento das formas contemporâneas de linguagem;
- Domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna;
- Conhecimento das formas contemporâneas de linguagem.
- Domínio dos conhecimentos de Filosofia e Sociologia necessários ao exercício da cidadania.
O Ensino Médio terá equivalência legal e habilitará ao prosseguimento de estudos.

b.3- Educação de Jovens e Adultos:
A Educação de Jovens e Adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade própria.
- Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens  e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames;
- O poder público viabilizará e estimulará o acesso e a permanência do trabalhador na escola, mediante ações integradas e complementares entre si.
Os sistemas de ensino manterão cursos e exames supletivos, que compreenderão a base nacional comum do currículo, habilitando ao prosseguimento de estudos em caráter regular.
- Os exames realizar-se-ão no nível de conclusão do ensino fundamental, para os maiores de 15 anos e no nível de conclusão do ensino médio, para os maiores de 18 anos;
- Os conhecimentos e habilidades adquiridos pelos educandos por meios informais serão aferidos e reconhecidos mediante exames.

b.4 – Educação Profissional:
A Educação profissional visa conduzir o cidadão ao desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva na sociedade,  integrada às diferentes formas de educação ao trabalho, à ciência e à tecnologia. O Plano de Curso, a ser elaborado em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a educação profissional, deve obedecer aos padrões para a formatação do documento do Plano de Curso fornecidos pela SEMTEC/MEC e CNCT, com os seguintes capítulos:
I – Justificativas e objetivos
II – Requisitos de acesso
III – Perfíl Profissional de Conclusão
 IV – Organização Curricular
V – Critérios de aproveitamos de conhecimentos e experiências anteriores
VI – Critérios de avaliação
VII – Instalações e equipamentos
VIII – Pessoal docente e técnico
IX – Certificados e Diplomas.
III- CARACTERIZAÇÃO DA DEMANDA ATENDIDA:

A grande maioria dos alunos são do próprio bairro ou bairros vizinhos: Rosário I e II, São Vicente, Alto Guandu, formando uma clientela onde predomina o nível sócio-econômico baixo, a carência de afetividade, a falta de estrutura familiar. Lidamos com vários tipos de problemas pessoais, familiares e sociais como: indisciplina, falta de interesse pelos estudos, falta de compromisso com as atividades escolares, alunos faltosos, interferindo no resultado do rendimento escolar.

1. Níveis ou Modalidades de ensino que oferece:

* Ensino Médio:1ª a 3ª  séries – Turno Matutino.
* Ensino Fundamental: 6ª a 8ª - Turno Matutino
                                      5ª a 8ª - Turno Vespertino

* Educação de Jovens e Adultos -  Turno Noturno.
  • EJA - 1º Segmento - de 1ª a 4ª Etapa do Ensino Fundamental.
  • EJA - 2º Segmento  - de 5ª a 8ª Etapa do Ensino Fundamental.
  • EJA - Ensino Médio.
* Projeto de Atendimento a Alunos Talentosos – PAAT (turno vespertino)

2. Números de alunos, divididos por séries e turnos:

MATUTINOVESPERTINO
NOTURNO
6ª série EF = 5ª série EF =EJA – 1º Segmento=
7ª série EF = 6ª série EF =EJA - 5ª/6ª Etapa EF=
8ª série EF = 7ª série EF =EJA - 7ª/8ª Etapa EF=
1ª série EM= 8ª série EF =EJA - 1ª Etapa EM =
2ª série EM =EJA - 2ª Etapa EM = 
3ª série EM =EJA - 3ª Etapa EM =

A capacidade de matrícula para ocupar as 17 salas de aula é de aproximadamente 500 alunos por turno. Sendo o turno Vespertino desenvolvido o Projeto de Atendimento aos Alunos Talentosos.
IV - CARACTERIZAÇÃO DO CORPO DOCENTE E TÉCNICO
A escola é composta por profissionais comprometidos e capacitados que se propõem a desenvolver um trabalho fundamentado em valores éticos e na vivência democrática e participativa.
Foi assumido coletivamente, na proposta de trabalho, a busca de melhoria na qualidade de ensino, tornando o ambiente escolar agradável, dinâmico, limpo, preservando equipamentos e materiais didáticos.